Porque pode precisar de um seguro?

Porque pode precisar de nós?

Proteger a família, a casa e os bens (ou seja, o seu património) é uma prioridade para todos nós. Um acidente e as suas consequências, como o aparecimento súbito de uma doença, ou mesmo a morte são riscos com que todos podemos nos deparar, e muitas vezes a segurança do Estado não é suficiente para garantir aos nossos o conforto e a rapidez que desejaríamos na solução do problema.

O seguro desempenha um papel vital ao permitir que as pessoas se protejam contra tais riscos ao propiciar através a não utilização do seu rendimento ou de poupanças ou mesmo o recurso ao crédito quando a necessidade surgir. Com sorte nunca precisará de os utilizar, mas se algo acontecer, o seguro pode ser o seu porto seguro.

Comprar seguro parece simples, mas não é. Quando compra um carro novo pode sair do concessionário já coberto por uma apólice de seguro. Vai ao banco e carregam-no com seguros que muitas vezes nem necessita. E recebe constantemente ofertas via telefone de seguros que nem entende para que servem.

Para evitar aquisições desnecessárias e gastos inúteis, deve saber que a compra de seguros exige diversos cuidados. Na verdade, contratar um seguro pode ser bem complicado. Daí a importância do mediador de seguros legalmente autorizado a angariar e promover contratos de seguro entre as seguradoras e seus clientes.

Não dispense o trabalho de consultoria de um mediador. E não pense que assim fica mais caro, pense antes que lhe pode vir a sair muito mais barato. Porque o nosso trabalho permite-lhe ficar apenas com as soluções adequadas à suas necessidades e pode contar com apoio quando mais precisa (em caso de acidente ou alteração do risco), o que um “telefone”, um vendedor de automóveis e um empregado bancário, por muito solícitos e simpáticos que sejam, não podem resolver.

Que seguros considerar para a família?

Falta texto

Que seguros considerar para a empresa? O que fazer para minimizar os riscos de um negócio?

Podemos ajudá-lo a identificar os riscos com que se defronta na gestão diária do seu negócio, e fornecer a proteção financeira contra reveses inesperados.

Se você tem uma empresa, não se proteger com determinados seguros, pode significar anos de vida e trabalho em risco. Uma perda inesperada poderia causar apuros financeiros e destruir anos de trabalho duro. Além disso, por lei, alguns seguros são obrigatórios.

Nas empresas, existem três áreas principais para as quais deve analisar as exigências de seguro:

Seguros que protegem o negócio contra prejuízos ou danos causados por eventos adversos. Seguros desse grupo podem incluir cobertura para os bens (edifícios e conteúdos, quebra de máquinas, roubo, transporte de mercadorias, responsabilidade civil exploração e/ou profissional, lucros cessantes, etc;

Seguros que protegem os empregados contra consequências de doenças sérias, lesões ou morte, e contra os efeitos que esses eventos podem ter sobre seus empregados, suas famílias e sobre sua empresa. São eles o seguro obrigatório de Acidentes de Trabalho, Acidentes Pessoais, Viagem, Saúde, Vida e

Complementos de Reforma.

Quanto de cobertura eu preciso?

Como seu consultor é nosso dever ajudá-lo a determinar qual a amplitude de cobertura que sua empresa precisa para em cada risco que deve segurar. Para essa tarefa, será necessário avaliar o impacto que o evento contra o qual se está a prevenir teria no seu negócio.